Contate-nos

Baltic Sea Gateway

“A ergonomia das empilhadeiras atendeu todas as nossas expectativas.” BATO HIBNER, GERENTE DE OPERAÇÕES

Nome: Baltic Sea Gateway AB (BSG)

Local: Gävle, Suécia

Taxa de processamento: 1,4 milhões de toneladas por ano

Frota suportada: Quatro DCF80-6 com pinça, duas DCG150-12,
outras empilhadeiras e máquinas

As empilhadeiras Kalmar dão conta do recado

A BSG queria empilhadeiras com boa visibilidade, boa ergonomia e conforto do operador. O cumprimento das regulamentações de emissões também foi um fator decisivo. As máquinas Kalmar atenderam todos os requisitos.

O desafio

A Baltic Sea Gateway AB (BSG), uma subsidiária da
Gävle Hamn AB,movimenta carga no
Porto de Gävle, Suécia. Ela atua nos terminais de
Granudden e Fredriksskans .
A BSG movimenta rolos de papel das fábricas
BillerudKorsnäs e Swedpaper
nas proximidades, bem como vários tipos de mercadorias em contêineres
e granéis secos. Ela também gerencia o terminal intermodal de
Granudden.
A BSG estava procurando empilhadeiras com boa
visibilidade em todas as direções, boa ergonomia
e conforto do operador com um banco giratório.
O atendimento dos regulamentos de emissões também foi um
fator decisivo.

A solução

As empilhadeiras Kalmar DCG150-12 e DCF80-6
atenderam todos os requisitos.
A DCG150-12, que opera em
Fredriksskans, é equipada com pinças para para fardos
e garfos. Ela movimenta fardos de celulose,
descarregando-os dos navios para os armazéns
e então para os caminhões de transporte terrestre.
A DCF80-6 opera em Granudden,
carregando rolos de papel dos armazéns para trens,
caminhões e contêineres.

Os resultados

O Gerente de Operações da BSG Bato Hibner
diz que a ergonomia das empilhadeiras
atendeu todas as expectativas. “Os bancos giratórios
também funcionam muito bem e pudemos
colocar as empilhadeiras em serviço
sem nenhum problema", diz Hibner.