Contate-nos

A Kalmar ajuda a fazer do Porto de Brisbane um terminal automatizado de classe mundial

No final das contas, nós achamos que uma combinação de ASCs e shuttle carriers não só traria o melhor retorno financeiro do investimento, mas também o mais alto nível de produtividade no lado da água. Mark Hulme, COO, DP World Australia

A cooperação entre a DP World e a Kalmar transformou o Porto de Brisbane em uma das instalações mais altamente automatizadas do mundo. A automação vai permitir o aumento da capacidade anual do terminal de 600.000 para 900.000 TEU, bem como um melhor atendimento ao cliente.

Uma mudança fundamental

O desafio

O ambiente competitivo no Porto de Brisbane ficou mais difícil com a chegada de um terceiro operador em 2012. Os outros dois operadores do porto já tinham implementado sistemas e equipamentos automatizados. A DPW Brisbane percebeu que teria que fazer um uso mais eficiente de seu espaço no terminal, sem deixar de manter os mais elevados padrões de segurança, cumprir os regulamentos de segurança do transporte marítimo, e entregar um excelente atendimento ao cliente.

A solução

Os contêineres são transferidos por shuttle carriers tripulados desde a quay crane até a área de intercâmbio na extremidade do lado da água de um módulo servido por pontes automated stacking cranes (ASCs). Quatorze shuttle carriers Kalmar operam entre os ship-to-shore e as ASCs para transferir contêineres das embarcações para a terra. O sistema automatizado de carregamento de caminhões da Kalmar automatiza as operações no lado de terra.

Os resultados

A DP World Brisbane adotou a mais recente tecnologia de automação da Kalmar e Navis para assegurar operações completamente integradas que entregam produtividade ótima e reduzem os custos operacionais. O projeto vai aumentar a capacidade do terminal de 600.000 para 900.000 TEU, e será um dos mais altamente automatizados do mundo, pronto para atender as demandas em constante mudança do negócio – hoje e amanhã.